Todos os posts de ninaalvarenga

Sobre ninaalvarenga

Criei a vida que eu quis para mim! Mãe apaixonada pelos 3 filhos. Meu marido e eu temos dois lindos meninos e uma menina maravilhosa a nossa caçula. Bela, Recatada e do Lar? Impressão sua!

Deixem as mães em paz!

Parafraseando  meu marido:

“_ Que desgraça”

Porque Aline?

Porquê, porque vivemos em um país absolutamente machista com ideias sobre os deveres e fazeres da mulher e principalmente depois que ela se torna mãe.

Por exemplo:

fica em casa, não faz nada

só cuida das crianças, não quer trabalhar

não colabora em casa, sustentada

nossa, só fica em casa com as crianças, que largada

tem que se cuidar mais

tem que sair pra trabalhar, crianças crescem

vai se arrepender se não começar a programar o futuro já

E por ai vai…

Já ouviu alguma coisa dessas?

Eu já! Todas!! Quando não na mesma tarde.

Sou mãe e dona de casa, meu marido me sustenta, participa da vida das crianças, e isso parece ser ultrajante perante a sociedade.

Por exemplo, na mente deturpada e doentia, o homem que já paga pelas despesas deveria estar na rua depois do expediente, curtindo, afinal  já é o homem da casa. Aonde já se viu lavar uma louça!!

O pior é quando os comentários saem da boca de mulheres, essas da nossa especie que deveriam apoiar a mulher que escolhe e se submete ao exaustivo trabalho de mãe e dona de casa.

Não tem folga, não tem luxo.

Mas sabe aqueles filmes de executivos que só trabalham e são traídos e ficam doentes e no final percebem que deveriam ter abdicado de tudo isso e terem curtido a casa, filhos e cônjuge? Então, nós a 11 anos atras escolhemos viver e sentir e ser!

Se você é seca, se você é um molenga, feche a boquinha, e vá se atualizar no que é qualidade de vida!

Parem de dar conselhos de a mulher tem que correr atras de algo que sequer perdeu pra recuperar o que ainda nem conquistou!

Deixe-nos viver o puerpério emocional, a fase de aleitamento, a fase de cuidar de nossos pequenos…de se arrepender e querer larga-los na escolinha mais próxima, e sair pra viver a vida, mas dai a gente olha para nossas crias e percebe que Kansas é o melhor lugar e não Oz do mundo contemporâneo que só quer que você produza, e vire produto consumidor para manter a imagem do sucesso!

 

sono-mãe-estresse-tempo-envelhecer

…aquele momento aonde você está no banheiro de porta fechada e com uma revista na mão. E você consegue ler meia reportagem, é o momento de vitória que você quer compartilhar para o universo. ninguém me chamou, não houve gritos, só fui ao banheiro. Poderia ter aproveitado mais um pouco daquele momento, mas o milagre tinha santo, e o marido tinha que ir trabalhar e eu não poderia desfrutar muito daquilo ali não. O pequeno poderia também começar a demandar. Corri aproveitei o momento e me dei por satisfeita. 2 minutos inteiros para mim. Tal como um por do Sol!

Mas nesses 120 minutos mágicos eu li o que precisava: sono e estresse.

Sono e Estresse estão coligados e  Dr. Oz o médico celebridade no mundo todo esta investido para encontrar soluções para este problema que aflige grande parte da população mundial e PRINCIPALMENTE AS MÃES (minha opinião).

Cá estou eu animada com minha indulgencia e compartilho o que Dr. Oz disse a VOGUE Portugal setembro 2016 (minha cúmplice). tópicos que salpiquei pra tu pensar:

  1. açúcar
  2. comida que venha da natureza
  3. nutrir o seu corpo – com o que ele realmente precisa-
  4. customizar
  5. aprender sobre seu corpo. respeitar as limitações e envelhecer bem por saber aonde seu corpo é restrito em ligamentos…
  6. aprender a se sentir bem com seu corpo para aprender a tomar decisões reais para si mesma

” SE NÃO DORMIRMOS BEM, NÃO PRODUZIMOS A HARMONIA QUE NOS FAZ SER JOVENS…O SONO É A NOSSA GASOLINA” Dr. OZ

Agora me diz, você mãe normal como eu, que dorme quando o filho(s) permite, rotina atribulada, sonhos pessoais massacrados, rotina novamente que faz com que a hora de sentar pra comer seja muitas vezes uma tortura e mal se alimenta.

A praticidade moderna que nos leva a comer o que dá, o que está na ‘mão’ e assim lá vai alimentos processados (eu realmente não invisto nisso, mas é muito comum com a maioria das pessoas) e o grande VILÃO açúcar e farinha branca ultra processada que vira mais açúcar no organismo.

Gente, estamos nos matando a cada dia mais, envelhecendo mais rápido porque estamos desconectados de nossos corpos, de nossa realidade. DA vida!

MEDITAR por 15 minutos pode nos salvar a sanidade mental, sem falar da física. meditar por 15′ nos deixa mais criativos, segundo Dr. Oz, mas como ficar 15′ meditando sendo que 2′ pra ir ao banheiro meu marido teve que ficar vigiando meu filho de 2 anos!!!!!!!!!!!!!!

A mãe, as mulher mãe envelhece, fica louca, engorda, vai definhando sua mente porque é muito corrido a vida pra ela. Eu, neste momento em que digito estas palavra estou deixando uma pilha de louça e um bocado de roupa à espera. Tem dois filhos dormindo e eu decidi que os afazeres não me dizem respeito.

Essas pequenas indulgencias podem nos salvar de um sufocamento de idéias, de remédios para depressão, pânico…

Estou fazendo ‘pausas’ de 2′ minutos e danço, me alongo, respiro, coloca música e mexo os quadris pra sair da “zona de guerra” com as crianças. Meu filho esta de férias em casa a 50 dias, e não esta fácil, vou sair dessa experiência de 3 em casa comigo por tanto tempo como uma fênix! É uma experiência linda e única mas cansativa.

Vamos lá, 15 minutos seguidos não dá, mas uns intervalos de 2 minutos por hora acho que rola né!?

Quero tentar envelhece bem, e não como nossas avós, aquelas reais, que criavam seus filhos sem ajuda alguma, e sem cosméticos ou água encanada.

Quero que minha natureza acesse seu potencial máximo nesta fase de minha juventude e me ajude a manter o corpo e mente sã para chegar os 40, 50 de bem comigo mesma e poder curtir esta fase de um pouco mais de liberdade.

temos mais acesso e possibilidades e mesmo assim ficamos reclamando o tempo todo, e não fazemos nada pra viver melhor.

ignorância é uma benção mas se você tem acesso a informação e não usa, não pratica é preguiça!

Beijos!

*mais uma vez digo:textos escritos no calor do momento. sem tempo pra edições ok! vai lendo e se entrega. sei que tu mãe não tem tempo pra muitos floreios.

 

Crise de mãe, será?

Hoje já é dia 19 de janeiro de 2017 e eu ainda estou aqui, do mesmo modo que a tantos anos; mãe, dona de casa e esposa. Aspirante a empresária, aspirante a mulher, aspirante a ser Livre.

Todos os anos combinamos de fazer uma viagem de carro para o sul  na época de férias do filho mais velho. Escola é uma das prisões para os pais. Primeiro é a mensalidade, a segunda é a agenda. É claro que nos salva por umas quatro horas por dia, mas o preço é alto.

Bem, fica evidente pelo meu descontentamento que não fomos viajar esse ano novamente.

A vontade que me dá em períodos como esse do ano é ‘entregar’ o filho que hoje é obrigado a cumprir calendário escolar para a avó e ‘ir’. Afinal, as avós tem o costume de achar que nós as mães, sendo na maioria das vezes a norinha, não dá conta de cuidar de seus filho (o seu marido no caso) e de seus netos (seu filho no caso).

_ Ding Dong! Oi, vou deixar ele aqui ok! A mala tem roupa pra uns 40 dias, grana pra despesas e o restante pela internet a gente resolve! Faz melhor! Beijos (e walk away)

Criar filho é um trabalho medonho. Conviver com eles é estafante, responder as expectativas deles e da família, da escola é algo de peso que nem Atlas suportaria tanto tempo. As artimanhas eletrônicas e pacotes de viagens e intercâmbios, tennis e roupas de marca enfurnam as ideias das crianças e geram competitividade exacerbada entre pais.

Dedico a tanto tempo a melhor fase (esta a jovem da vida) a cuidar de meu filho e chegamos a um ponto da sua pre adolescência aonde os defeitos superam as qualidades, e sem falar a fase de ruptura de valores pessoais contra a dos pais. A descoberta de seu próprio mundo  gera o comum conflito de gerações; assim ficam cada vez maiores as guerras por espaço. As vezes esses conflitos superam o amor.

Nos períodos antigos as crianças por volta de seus dez anos tinham mais liberdade, mais audácia e opções para desbravar o mundo ao redor. As cidades, bairros, terras eram de capacidade populacional menor, e o mundo era maior. Apesar de terem menos informação do que hoje eles viviam mais felizes. O medo era por si só uma felicidade de estarem aonde estavam.

Se na juventude queriam algo eles se felicitavam com qualquer coisa, era tudo tão dificil, tão pobre que logo se felicitavam, durava essa tal felicidade.

Era uma ignorância feliz.

Cada conquista gerava  saciedade para a posterioridade.

Escalar a arvore mais alta, montar o cavalo valente, nada no rio pelado, ir na rua ‘de cima’, atirar pedra no vizinho, tocar campainha e sair correndo…coisas pequenas que davam alegria e aos pais espaço.

Como criança sei que eramos felizes.

Como criança, me lembro que a adolescência seria o período critico, do tal vestibular e passar em concurso; seja em banco ou publico.

As crianças eram livres mas os pais ainda assim presos na obrigação de moral,valores, sustento…

Aonde é que os pais vivem leves e livres? Já existiu isso? Existe isso?

Será utopia?

O conforto pelo qual lutamos hoje tem o peso de barras de aço e sol quadrado.

Foi um leve, meio distorcido desabafo. Meus textos nem sempre coesos. Mas escrevo sempre sob ‘zona de guerra’.

Beijos

 

 

Filme, música, empoderamento feminino, be young! 2017 noc noc

Todo mundo quer algo novo no ano novo.Não curto pieguices, sou papo reto. Já deve ter visto os youtubes #ninaalvarenga e insta @nina.efamilia

Bem, falo através de livros e filmes, minhas paixões que se alternam, mas musica é amor, porque eu não vivo sem, eu tenho playlist para tudo, tudo mesmo, pra parto, pra dias de cão pra faxina e afazeres da casa, pra cozinhar… e por ai vai.

É tão bom relembrar da vida por canções. Quando são mulheres cantando então eu vibro.

Mas o que tudo isso tem a ver com o enunciado?

Filmes.

Porque todo filme tem trilha sonora as soundtrack que eu fico depois buscando feito adolescente, e meu filho já aprendeu comigo, tão legal!

Quero te indicar 3 filmes pra começar 2017 com um refresh na sua cachola.

Grandma ou Aprendendo com a vovó. (tem no netflix)

Lily Tomlin, arrasa neste filme de vibe moderna.

Se você é do movimento de liberdade para as mulheres você realmente precisa assistir este filme. Sao 3 gerações. Imagine você ser avó e ter de lidar com a neta pedindo ajuda para um aborto! Ter uma filha completamente workaholic e ser vovó lésbica! Enfim, assista, porque não quero soar de direita, ok!

Se Nada der certo (tem no netflix)

Pra começo de conversa:

Mark Rufalo e Keira Knightley

Aqui eu retomo o tema música. Um artista das antigas (aqui você tem a ligação do primeiro filme com este fortemente pelo carro, estilo de roupa, opinião, cultura) que já não produz nada a muito tempo. Cansado de musicas vazias, artistas egoicos e uma ex esposa que cansou de seus arroubos, e um péssimo relacionamento com a filha teen.

Já a personagem de Keira é a tradicional mulher dispensada quando o namorado descobre a fama e a troca pela primeira que toca mais forte no ego. Ela sim é talentosa e muito geniosa, adorei a personagem!

O encontro entre os dois é singelo e são um para o outro a Cura. Filme maduro, de bom gosto, moderno, de um movimento que vem crescendo. Compartilho completamente das opiniões do filme. Rola e vale muito a pena! Volta depois e conversa comigo, ok, porque eu gostaria muito de trocar idéias!

Sem Filtro (tem no netflix)

Filme chileno e VALE MUITO a pena prestigiar esses off broadway!

Cara, tem clichê no filme, tem! Mas é muito gostoso de assistir.

Vale a pena porque os assuntos sao relevantes:

o sufocamento da vida atual, tem uma leve pegada de balck mirror 3.1 do vazio da vida de instagram, youtubers, jovens ricos que ganham tudo de mão beijada…de realacionamentos abusivos, da rotina que atropela o sentido da vida.

Esses três filmes são para com sutilezas lhe mostrar outros pontos de vista, dar o despertar que talvez você precise e não saiba por onde.

Combinação perfeita do empoderamento feminino, das relações entre homem e mulher, do fim de relacionamentos com delicadeza e respeito. De re-olhar a maternidade e as relações femininas e claro música!

Beijos da Nina_Medicina do Despertar

 

 

Nina Tips de Netflix para mamães

Call the Midwife

Ha, se você esta grávida, deixe de lado tudo o que passa na tv, e se liga nisso aqui. Foi uma delicia assistir na gestação da Yasmin, e acredita que na hora do trabalho de parto dela eu lembrava de tudo o que tinha assistido. Quase uma formação em parteira.

É baseado em memórias, e eu que amo antropologia, Londres, e a situação toda fiquei mais do que encantada em acompanhar por 5 temporadas essas enfermeiras fortes e muito empoderadas para a época dos anos 50.

Terminei de ver os 3 últimos capítulos no hospital!!! Então me marcou ainda mais.

De um tempo machista para a época do empoderamento materno vamos direto para

Bad Moms ou no português PERFEITA É A MÃE

assisti ontem o filme (quinta-feita, postei no insta simultaneamente os comentários). Pelo whats mandei pra meio mundo a dica, e muitas mães se renderam ao filme.

Genteeeennnnn, é imperdível.

Basicamente são 3 mulheres com personalidades diferentes e básicas, pra que voce consiga se identificar.

a mae jovem que pega o marido na ‘bronha’ cibernetica

a mãe ultra dedicada de 4 pequenos e marido tipo machão castrador

a mãe que criou sozinha o filho e tem total empoderamento sexual

e claro as ‘rivais’ ou as não despertas!!!! As que querem ser perfeitas.

Só vou escrever isso. Assista e vem falar comigo.

@nina_e_familia me chama no isnta tá!

Aqui é só dicas, não vou dar uma de Nina Edward Filho ok. Nem ando com tempo pra isso, tampouco sou a Gloria Pires.

Beijos da Nina medicina do despertar.

 

 

Mesa bonita e o fim de ano.

Tenho muito amor em montar a mesa.

Foi muito especial quando eu e meu marido compramos nossa primeira mesa, redonda, de madeira, cabem seis pessoas, e com uma energia ótima. Já estávamos casados a anos e a mesa que tínhamos era uma herança que nunca nos havia feito felizes. Daquelas dos anos 80 de mogno!

Nossa vida como casal melhorou muito e assim como as relações à mesa. Portanto, se a tua mesa de jantar ou a ausência dela lhe desagrada, resolva a situação.

Lembrando que a mesa de jantar, que é na verdade a mesa das refeiçoes e convívio deve sempre ser destinada a este fim. Se por acaso você a usa também para trabalho e estudos, não tem problema algum, contanto que você trate de deixa-la sempre em ordem!

A Leslie veio em casa e juntas estamos na odisseia de disseminar;  montar a mesa com delicadeza, aliando peças do seu enxoval e com ela em seu curso de boa mesa aprender uns truques aristocráticos!

O natal esta ai, e não vejo hora mais oportuna do que esta!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

No canal do youtube você encontra nosso primeiro vídeo. #ninaalvarenga

Semana que vem mais dessa tarde maravilhosa.

Beijos da Nina medicina do despertar!

Como eu dou conta?

Estou lendo O Propósito de Prem Baba e ele chegou a mim na hora mais perfeita da vida.

O que eu estou lendo não é novidade para mim, estou na estrada da espiritualidade e busca do meu propósito. Sempre estive envolvida com cuidados da casa, administrar crianças e em busca do conhecimento. Isso não teve lapso no tempo de minha vida para que eu pudesse querer ou viver algo diferente.Portanto viver esta minha vida é absolutamente natural. 

Todo mundo me pergunta. _ Como é que você dá conta de 3 filhos?

eu respondo: _ Eu não dou! E detalhe, eu faço tudo sem empregada doméstica, sem faxineira, e ajuda externa. Somos eu, meu marido e meus filhos! 

_ O quê???? Como assim?

Não é uma questão financeira, e acredite tem dias, muitos deles que eu queria sim ter ajudantes; motorista, cozinheira/chef, camareira só para mim, babás, jardineiro…Mas eu tenho como estilo de vida esta vida ai, multitarefa.

Sou enérgica, super ativada, e curiosa. Cresci e vivi a maior pate da minha vida com minha avó materna que é a matriarca da família. Quando nasci ela tinha seus cinquenta anos, a vi ir a escola para aprender a ler depois de loba, a ir para encontro com as amigas, igreja, viagens com os filhos… tudo muito simples mas viveu sim. Minha tia querida, que Deus a tenha marcou minha vida, e por ser especial acabou congelando muito do que poderia ter sido produtivo para minha avó! Então quando vejo mães de um filho só com fraqueza de carácter eu penso que elas não sabem o que é dificuldade.

Este estilo enérgico assusta muito as pessoas, mas há resultado! Entendo por exemplo o sistema que muitos jovens hypster lutam para derrubar. Mas imagine uma galera toda trabalhada em hormônios e sem nenhuma disciplina? Isso é uma casa com crianças pequenas e só eu como general, tenente, investigadora, médica, enfermeira cozinheira, administradora, boba da corte… Como eu consigo? Tenho muitas regras e disciplina para ajudar a manter a linha do que é proibido e liberado.

A liberdade tem seu limite. Pode video game? pode! Mas por um tempo de 1 hora e tem que pagar com serviços domésticos extra ao que já tem que cumprir. Por exemplo para ele com dez anos; lavar as janelas ou o quintal. Está calor e brincar com água e sabão pode ser divertido enquanto se faz um serviço, porque não! 

Me pedem, na verdade me imploram para que eu fale mais sobre este meu estilo de mãe e como eu ‘dou conta’ do recado. Prometo que vou tentar, porque como eu disse, pra mim é nato ser assim doidivana do lar e a criação dos filhos.

Beijos da Nina, medicina do despertar!

 

 

Prepare a mesa, restaure a família!

Em minha família fui criada -sobre a mesa- não era nada luxuosa, somos de origem humilde, mas como menina e sendo criada junto a minha avó era a hora de montar a mesa era o meu momento favorito. Todo domingo almoço em família, todos os tios e primos desciam em casa para comermos juntos. Era o dia da ‘bênção’ de meus avós para seus filhos e netos.  Era o dia de por toalhas de visita nos banheiros, flores colhidas no jardim em algum vasinho arranjado, e preparar as loucas, copos e talheres de fim de semana!

Durante a semana me lembro que questionava porque não usávamos o bulê que eu achava lindo, parecia do filme da bela e a fera, as xícaras bonitas que não podia tocar. Era sempre a louça do dia a dia o trivial. Mas quando eu estava tristinha a vó fazia algo no forno e me deixava montar a mesa com as loucas bonitas.

A mesa de minha mãe  soava um ritual, sempre tinha ‘causos de infância’esse tipo de memória eu jamais esquecerei.

Sou fascinada por etiqueta, bons modos, e os costumes. Jesus era um cara que tinha muito apreço por regras, etiqueta, conduta e hospitaleiro, foi estudando antropologia, e historia que ele me resgatou, foi nessa vibração que Ele me tocou.

Vou confessar: _ estou fazendo tudo errado! Mas sinto que agora vou conseguir restaurar a paz nas nossas refeições. Minha insegurança e medos maternos tem tornado nossa hora familiar em um inferno.

Foi recordando dessas historias de família que compreendi o tal do acessar a sabedoria ancestral. Minha catarse xamânica cruzando com o evangélico e retrogrado no catolicismo; mas todos apontando para o Amor e palavras de Jesus!

Quando nos casamos e nosso  primeiro filho nasceu determinei que ao menos uma refeição ao dia seria feita em família, e veio ao acaso – o almoço- e todos os dias por 10 anos nunca desisti de sentarmos todos à mesa, na verdade eu imponho a presença de todos e desfrutarmos da coisa que mais adoro: comer e cozinhar e estar em família. Talvez por saberem o quando é importante para mim, meus filhos me magoam para compensar os ‘nãos’ que eu lanço. As chantagens acontecem ali, mas como não amar montar a mesa e tê-los todos ali? E nessas pesquisas encontrei Devi Titus com seus livros: A Experiencia da mesa e A experiencia do Lar, foi um encontro mais do que perfeito com a pessoa que hoje eu sou.

Tenho fé que tudo se aprumará!

Prepare a mesa, cozinhe com amor e intenção de restaurar o amor, paz e relacionamentos.

SE você tem um jogo de chá guardado para o ‘tal dia’ esqueça, e monte  mesa, determine um lugar à mesa para aquela pessoa em que se precisa trabalhar o relacionamento, prepare assuntos, tópicos de conversação. Ore e peça a Presença de Deus em sua casa em sua mesa!

As festas de final de ano estão ai, olha que momento oportuno para restaurar as relações!

Objetivo do blog e esse tal estilo de mãe?

Analisando o movimento do blog e das mídias percebi que poderia estar causando uma certa confusão na cabeça de quem vem aqui no blog ou de quem me segue!!!

Quando decidi voltar a escrever um blog (eu já fui blogueira literária), eu tinha um objetivo:

Ser a amiga que forasteira, aquela que já rodou a vida, viajou, cria os filhos no modo antigo, casada, clássica com um pé no xamanismo e outro na formação cristã de família, que já se ferrou buscando ajuda na criação do mais velho, que já tentou formulas e mais formulas e agora no 3 baby descobriu um jeito de cria-los e ainda ser eu mesma!

Aqui você não ficará entediada, isso eu te garanto, porque o meu objetivo de vida é dar uma rasteira na rotina, é ler novidades, ouvir gente nova e me manter nos clássicos (amo ouvir Maria Callas), é ficar nos filmes P&B mas também me deliciar com Guy Rithie. Nao há linha tênue, é como um exame de cardiotoco em TP ativo!!!

_ Mas tá escrito : Mom-life-style!

Sim, mas estilo de vida das mães tem de ser só promoção de fraldas, papinha, blw, colar de ambar, noites insones…falta de sexo?

NÃO!!! Eu já disse, sou a forasteira que traz ventos do Sul baby, quero te tirar do ostracismo materno e mostrar que este embaçado é teu bafo no espelho.

Nada de regras, estilos, normas, oms, o pediatra disse, a fulana disse……….a sogra, a vizinha….

Siga a tua voz interior!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

MATERNAGEM INSTINTIVA!

Vem comigo, vamos dialogar e soltar a Loba, Ursa, Papagaia, Águia… Acesse teu conhecimento ancestral e saia deste baby blues que eu sei que você já se acostumou a ser presença ( já vivi assim), larga esse povo baixo astral e seja feliz.

Ser feliz é uma escolha. E eu quero que você aprenda a fazer a sua felicidade. Use maquiagem, compre roupa na gordinha formosa até você retomar o peso que lhe agrade e dê saúde, mas nem por isso vai sair por ai malacafenta, assista boas séries e filmes como se fosse um dialogo bacana, alegre e que lhe traz outros ventos forasteiros.

Alegre-se, ser mãe é fod@ mas é bom, ser você souber lidar com todas as dificuldades e ainda se AMAR o teu filho ficará mais calmo e a parceria se estabelece!

Tá na dúvida, não sabe que caminho tomar? m
anda um inbox, batemos um papo, mas provavelmente eu vou lhe dar conselhos brutos, tapas na cara virtuais e você sairá linda como uma fênix! Porque você já sabe o que fazer.

Beijos da Nina, Medicina do despertar.

25f2de2c15588dc66ac1bab1c2887ebb.jpg
pinterest